Vale Esclarece

A Vale apoia as ações da Samarco desde o primeiro dia do acidente

Comunicados

< Voltar
Compartilhar: Whatsapp

18/11/2015

Vale já disponibilizou 2,2 milhões de litros de água mineral para municípios em Minas Gerais e no Espírito Santo

Até esta quarta-feira (18), 2,2 milhões de litros de água mineral foram disponibilizados pela Vale para atender a população dos municípios afetados pela contaminação do Rio Doce em decorrência do acidente das barragens da Samarco, em Mariana, no último dia 5. Ao todo, a Vale comprou 14,5 milhões de litros de água mineral, que estão sendo entregues por fornecedores contratados.

Além da água mineral, a Vale disponibilizou outros 600 mil litros de água potável, enviados em caixas d’água lacradas, transportadas pela Estrada de Ferro Vitória a Minas. Para viabilizar esse transporte, foram montadas composições especiais, com até oito plataformas de 15 metros de comprimento cada, levando caixas d’água de fibra fornecidas pela Fortlev. Metade da água potável já está em Governador Valadares (MG) e aguarda a liberação pelas autoridades competentes para ser distribuída. A outra metade foi direcionada para as cidades de Colatina e Baixo Guandu, no Espírito Santo e Resplendor, Aimorés e Itueta, em Minas Gerais. Amanhã (19/11) uma nova composição, com 300 mil litros de água, deve ser entregue na região. A distribuição será feita de acordo com a necessidade.

Empregados da Vale estão atuando ininterruptamente na recepção e distribuição dos carregamentos e apoiando Samarco, Defesa Civil, Exército, Polícia Militar e órgãos governamentais dos municípios na distribuição para a população em pontos estratégicos. “As equipes da Vale estão totalmente mobilizadas e focadas neste trabalho para levar água às comunidades. A logística da empresa está à disposição para este esforço conjunto”, diz Zenaldo Oliveira, diretor de Operações Logísticas da Vale.

Equipes da Vale e da Samarco também estão em Colatina abrindo poços que vão possibilitar fontes alternativas de captação de água para ajudar a manter o abastecimento do município. Ao todo, a previsão é de que serão perfurados seis poços, que serão interligados à estação de tratamento da cidade assim que a água for encontrada e tiver sua qualidade e vazão disponível atestadas. A água retirada de um dos poços já está sendo analisada, com início de distribuição previsto para este final de semana. Além disso, equipes de engenharia da Vale e da Samarco estão em campo estudando a captação de água da lagoa do Limão e do Rio Pancas para disponibilização nas estações de tratamento. A Vale também disponibilizou, desde o último dia 9, caminhões-pipa a serviço da Samarco para abastecimento da população de Colatina.

A Vale contribuirá enquanto for necessário com o transporte de água e outras ações em apoio aos órgãos públicos competentes, que estão responsáveis pela distribuição do material nos municípios. A Vale reitera seu compromisso de dar todo o suporte necessário à Samarco e às comunidades para mitigar as consequências dos eventos ocorridos em Mariana.

Compartilhar: Whatsapp