Vale Esclarece

A Vale apoia as ações da Samarco desde o primeiro dia do acidente

Comunicados

< Voltar
Compartilhar: Whatsapp

10/11/2015

Vale apoia ações da Samarco desde o primeiro dia do acidente

A Vale informa que, como acionista da Samarco juntamente com a BHP Billiton, tem atuado ativamente nas ações para garantir a integridade das pessoas afetadas pelo acidente ocorrido nas barragens de rejeitos de Fundão e Santarém, em Mariana (MG), no último dia 5. Nestes cinco dias, a empresa disponibilizou recursos humanos e materiais para auxiliar a Samarco nos trabalhos de resgate e remoção dos locais de riscos dos desabrigados pelo acidente. Cerca de 100 empregados estão diretamente envolvidos nas ações. As equipes ajudaram a Samarco na arrecadação de materiais necessários para os primeiros atendimentos aos desabrigados, além do cadastramento e da identificação de alojamentos na região. Foram acolhidas 631 pessoas em Mariana. Médicos, enfermeiros, assistentes sociais e empregados estão dedicados 24 horas no atendimento às vítimas. O Centro de Saúde da Mina de Alegria, que pertence à Vale e fica próximo ao local do acidente, também está disponível em tempo integral.

Foram cedidos helicópteros e 30 mil litros de combustível aeronáutico, utilizados nas ações de resgate às vítimas nos distritos impactados, assim como três carros e duas ambulâncias. Um heliponto na Mina de Alegria foi liberado para as equipes de resgate. Seis especialistas em trekking da Vale também estão ajudando nas ações, assim como técnicos de prevenção e controle de perdas. Cinco caminhões fora de estrada (utilizados nas operações de mina), uma pá carregadeira e um trator estão fazendo o trabalho de enrocamento[1] do dique da barragem, que se rompeu. Um técnico da Vale, especialista em barragens, além de outros dois engenheiros geotécnicos, estão em tempo integral na Samarco à disposição da empresa.

Logo nos primeiros dias, a Vale ficou responsável pelo fornecimento de água mineral para a “Arena Mariana”, local onde inicialmente os desabrigados foram acolhidos antes de serem acomodados em hotéis na cidade. A Vale montou no município de Acaiaca, a 5 quilômetros de Barra Longa, um dos distritos de Mariana afetados pela lama, um sistema de captação de água, com bomba, gerador e tubulação dedicados para alimentar dois caminhões-pipa. Eles realizam, ininterruptamente, o transporte de água para a limpeza daquela localidade. Também em Barra Longa, foi montada uma captação de água para atender aos moradores.

Compartilhar: Whatsapp